23 de fevereiro de 2015

E seguem as novidades no palco Ricas Abóboras!!

Foto: Joanna Testa. Montagem: Pira Rural
Olá amiguinhos!!

Começando a semana com força, segue mais uma atração confirmada no palco Ricas Abóboras!

Apesar de ter nascido em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, e na capital gaúcha ter construído suas influências e primeiras experiências musicais com suas bandas de adolescência, foi na estrada, que o músico Tiago Rubens, 33 anos, descobriu sua identidade artística. Hoje ele retorna a sua terra natal cheio de histórias para cantar.

Experimentação, aventura, curiosidade e inquietação foram o que motivaram o músico Tiago Rubens a desviar de seus prováveis caminhos musicais.

Depois de suas tentativas de compor grupos e passagens por bandas do RS, durante sua adolescência, Tiago sentiu que seu caminho era a carreira solo, como compositor. Essa certeza veio quando entrou na faculdade de Letras, em 2008. Lá pesquisou tudo o que podia da literatura brasileira. A faculdade de Letras enriqueceu sua música com mais profundidade e embasamento. Vinicius de Moraes incitou essa conexão e foi ai também que surgiu um interesse maior pelo regional, brasileiro e Latino. E onde a história das viagens começou.

Nesse período antes de começar sua viagem, Tiago lançou, em 2011, um EP com 4 faixas: Garoa, Temporal, Barba Braba e Bela Adormeceu. Todas as canções com fortes influências literárias, recém construídas por sua passagem no mundo acadêmico.

Após o lançamento do EP, Tiago trancou a faculdade, arrumou as malas e decidiu conhecer o Brasil, foi em sua passagem por diversos lugares do Brasil, com destaque para a mistura Rio Bahia do Sul, que nasceu seu mais recente trabalho.

Tropical, carnaval, axé, maracatu, a riqueza dos ritmos que aprendeu na Bahia foram fundamentais na construção de suas composições e de sua plástica artística, muito semelhante à riqueza cultural dos artistas de rua.

Foi no frescor do Rio de Janeiro que Tiago começou a sentir que era o momento de unir tudo isso as suas raízes, já carregado e renovado pela cultura dos lugares que passou, era o momento de voltar.

Chegava ao fim essa viagem, e juntando os pedaços, em 2012, nascia o disco SUBTROPICARNAVAL.  A obra sintetiza toda a trajetória até então construída, com forte influência de artistas dos locais que passou: Caetano Veloso, Chico Buarque, Alceu Valença, Milton Nascimento, Vitor Ramil, Tom Zé, entre outros. Com 8 faixas, o destaque é para Temporal, que rendeu ao compositor o prêmio de melhor música com letra e melhor arranjo do 4º Festival das Rádios Públicas do Brasil, em 2013. A faixa entrou para a programação da FM cultura 107.7.

O disco rendeu parcerias e apresentações importantes na cidade de Porto Alegre. Ainda em 2013, Tiago teve passagem pelo movimento musical Escuta – o Som do Compositor em que tocou no festival de inverno. Ainda abriu o show da dupla argentina Perotá Chingó, no Teatro do CIEE, e fez apresentações itinerantes com o grupo Canto na Sala e com o projeto Quanto Vale?

Hoje, o compositor lidera o movimento artístico de Porto Alegre, o Autoral Social Clube (ASC), em que todas as terças-feiras são apresentadas obras próprias de artistas de qualidade para a cidade.



Nenhum comentário: