21 de março de 2017

As vozes do sul

Foto: Divulgação/Montagem: Pira Rural.
Salve, salve, amiguinhos!!

Reta final das atrações musicais do Pira 2017!!! Faltando menos de um mês para o Festival, vamos divulgar a penúltima atração dessa edição...

Essa moça colorida aí é Paola Kirst, ela vem do extremo sul do RS, Rio Grande. 

Artista visual, cantautora e percussionista.

Paola busca diferentes caminhos para uso da voz e do corpo como instrumento musical e de expressão artística. Cria melodias a partir dos ruídos urbanos, batuca nas louças do café da tarde e se debruça criativamente sobre estes instantes transformando-os em música. 

Seu trabalho autoral bebe da fonte do samba às vertentes jazzistas, do grito ao sussurro sendo orquestrados pela sintonia promovida entre o piano de Marcelo Vaz, baixo de Dionísio Souza, bateria de Lucas Fê e a peça fundamental do jogo: a voz. 



Dentre algumas mostras de seu projeto solo por Rio Grande e Porto Alegre, destacamos sua apresentação no formato piano e voz abrindo o show da cantora Vanessa da Mata, no Theatro Guarany em Pelotas.

Em suas canções Paola trata do cotidiano vivenciado pelo olhar feminino, sensível, experimental e faminto de uma artista. Faz questão de evidenciar suas parcerias musicais com poetas como Carlos Medeiros, Thielle Pinho e Thiago Madruga e também apresentar obras de jovens compositores e amigos como Andrei Corrêa (Trem Imperial) e Cleiton Oliveira (Goiaba de Casa).



Paola integra outros projetos musicais como a trupe Goiaba de Casa e o coletivo de compositoras Vulvaê. No momento a cantora se prepara para gravar o seu primeiro EP.

(53) 98436-9019
paolakirst@gmail.com
Facebook
You Tube
Instagram

Festival Pira Rural
Coletivo Clube Mundo

2 comentários:

Carlos Roberto Medeiros disse...

Quem é Paola Kirst?
Para quem ainda não a conhece e nem sabe que será surpreendido, a cantora Paola kirst é dona de uma técnica pessoal irrepreensível, ela tem amplo domínio dos ritmos e uma convincente e encantadora brasilidade. Agregados à sua virtude vocal estão presentes elementos do jazz, do blues e do tempero afro-latino. E ela é muito mais: é uma compositora de mão cheia, criadora de melodias surpreendentes com arranjos sofisticados para um texto próprio, ou de seus parceiros de criação. E, quando assume a responsabilidade de cantar um autor novo, ou mesmo um nome consagrado, assume a composição como sua, com interpretações desconcertantes, dando tamanha amplitude a obra, que consegue traduzir conteúdos ainda ocultos para o próprio autor.
E ainda tem mais, tem o principal: quando está no palco, Paola Kirst dá voz ao corpo para dar corpo à voz e ser capaz de nos colocar em estado de euforia, ou nos deixar perplexos, conforme a sua vontade, ou a vontade do espírito da música, assim como fazem as grandes Divas. Ela, Paola, é capaz de nos encaminhar até o fundo da alma para tocarmos, com as nossas mãos, as nossas raízes, e depois nos trazer de volta, para que ponhamos os olhos no futuro. Paola Kirst é uma artista contemporânea que abre um portal para a tradição e outro para o porvir, para assim nos induzir ao fluxo. E ainda tem mais, mas é preciso conferir ao vivo.

Marcelo Vaz Music Profile disse...

Lindoooo tudoo issooo!