31 de janeiro de 2017

O groove que vem da serra!

Foto: Divulgação/Montagem: Festival Pira Rural.
Salve, salve, amiguinhos!!!

Tem novidade chegando pra estrear no palco Ricas Abóboras. Vindo da serra do estado, região que brota muito talento e fonte da qual o Pira Rural já bebeu muitas vezes, agora é a vez da Não Alimente os Animais mostrar o som no palco do Festival.

Todos têm um lado bom e outro ruim e às vezes eles brigam. É no dia a dia, nos acontecimentos da vida, que o confronto destes dois lados vai mostrar qual é o caráter de cada um. Pelo menos nisso que acredita a banda Não Alimente os Animais, vinda de Caxias do Sul (RS), o grupo imagina que é melhor não “alimentar” o lado irracional, ou mais “animal” e buscar um outro caminho. 

A mistura de rock setentista, groove e psicodelia faz do primeiro disco da banda, um álbum único. O lado A passa do rock pulsante da primeira faixa “It’s gonna be this way, on my mind” ao clima reflexivo de “Have no feelings inside”, e a balada slow “Unforgettable”, finalizando com um blues texano “And I try”. Até aqui, a banda apresenta todas suas cartas, os riffs pesados de guitarra, a variação de timbres e instrumentação entre as faixas, a inclusão de elementos progressivos e o tratamento dos vocais, ora realizando coros extremamente sonoros, ora criando diálogos entre a linha principal e o coro de resposta, explorando as possibilidades dos quatro vocalistas e das backing vocals. 


O lado B induz o ouvinte a parte experimental. A instrumental “King Kong”  conta com o “solo de risada” do convidado Alisson Witt, seguido da recitação do ensaio “Un espejo en cada mirada” na voz uruguaia de Marte Fros. “Náufragos perto do cais” é a penúltima faixa e mostra o ápice da expressão visceral, finalizando o disco com a caótica “Big Guy”, uma música estranha em muitos sentidos, rítmicos, melódicos e formais, exigindo um último suspiro de contemplação do ouvinte. O álbum que tem oito faixas e está disponível nas várias plataformas de streaming, como Spotify, Deezer, Tidal, Soundclound, entre outros. 

Cansados de tocar em bandas covers e projetos musicais diversos, os meninos se uniram para fazer algo autoral e independente. Formada em 2014, por Alexandre Vinicius Alles (teclados e voz), Felipe Magon (teclados e voz), Lucas dos Reis (bateria), Lucas Chini (baixo e voz) e Luis Fernando Alles (guitarras e voz), a Não Alimente os Animais surge em seu primeiro álbum mais madura do que outras bandas em começo de carreira, pois já vem estruturando o som com os vários shows em casas e bares. 


Todas as faixas são creditas aos cinco integrantes do grupo. 

“Todos nós compomos no disco. Na real a banda nasceu pra extravasar essa veia criativa, como todos integrantes são músicos da noite, participam de outros projetos musicais, aí a Não Alimente ficou sendo o quadro em branco. A gente começou compondo livremente e quando decidimos gravar o disco, reunimos os sons preferidos, produzimos uma narrativa e tal, nesse ponto a banda já desenvolveu certa identidade, surgiu o nome da banda e a ideia da capa”, conta Alexandre Alles (teclados e voz). 

A capa de imagem forte é da fotógrafa Rayza Roveda, também responsável pela comunicação visual da banda. 

“Ela fez as máscaras de maneira artesanal e a foto também foi total idealizada por ela. Ela é praticamente um membro da banda. É difícil pensar na banda sem o trabalho dela. A Rayza sempre deu um identidade visual pra banda, desde o começo”, explica Felipe Magon (teclados e voz). 
Influenciados por grandes artistas como Led Zeppelin, Pink Floyd, Beatles, James Brown, The Meters, Tim Maia, Mutantes, a Não Alimentes os Animais buscou na banda canadense The Band a inspiração maior para criar sua sonoridade e formato com dois tecladistas. O grupo gringo ficou muito conhecido depois de gravar com Bob Dylan.

Festival Pira Rural
Coletivo Clube Mundo

30 de janeiro de 2017

A alquimia musical de volta ao Ricas Abóboras!

Foto: Divulgação/Montagem: Pira Rural.
Saaalve, salve, amiguinhos!!

Mais uma atração forte confirmada no Pira Rural 2017!! Voltando ao palco Ricas Abóboras depois de estrear no mesmo em 2015: Gabriel Romano e Grupo!

Eles vem para apresentar o show Doce é a Passagem, trabalho mais recente.

Lançado em Porto Alegre em 2016, o CD ‘Doce é a Passagem’ recebeu cinco indicações ao Prêmio Açorianos de Música no gênero instrumental.

No repertório estão composições do acordeonista Gabriel Romano como ‘Urucungo do Malungo’ e ‘A necessidade de se sentir importante’ e do violonista Neuro Júnior como ‘Batuque’ e ‘Homenageandú’.

Privilegiando a diversidade, o grupo apresenta uma verdadeira alquimia musical. Com um repertório próprio e arranjos inovadores, convidam o público a pirar por diferentes idiomas musicais do mundo.

*Participação especial do violinista Ivan Andrade.


O grupo
Gabriel Romano – acordeon
Neuro Júnior – violão de sete cordas
Wagner Lagemann – baixo
Pedro Dom – clarinete
Fabricio Gambogi – guitarra
Bruno Coelho – percussão
Ivan Andrade - violino


Os músicos

Gabriel Romano – Estudou acordeon e piano no Conservatório Musical Carlos Gomes de Esteio e com professores de acordeon como Oscar dos Reis e Leandro Rodrigues. Em 2011 criou ‘Gabriel Romano e Grupo’ para interpretar as suas composições. Em 2013 lançou seu primeiro disco autoral ‘Sobre nós!’ que obteve duas indicações ao Prêmio Açorianos de Música.

Neuro Júnior – Estudou com Mauricio Lopes e Fernando Silveira. Trabalhou com artistas como João de Almeida Neto, Samuca do Acordeon e Clari Costa. Apresenta-se regularmente em festivais nativistas do Rio Grande do Sul.

Wagner Lagemann – Estudou fundamentos de áudio e acústica e técnicas de gravação e mixagem com Marcelo Claret e Maurício Gargel no IAV, em São Paulo/SP. Estudou baixo elétrico com James Liberato e Carlo Pianta, e baixo acústico com Clóvis “Boca” Freire. Atua como baixista em diversos estilos, como MPB, rock, jazz e blues.

Pedro Dom - Bacharel em Clarineta pela UFRGS sob orientação do professor Augusto Maurer. É solicitado como instrumentista, arranjador e produtor, tendo registros musicais de Tonho Crocco a Ivan Conti "Mamão". Integra a Orquestra de Sopros de Novo Hamburgo.

Fabricio Gambogi – Mestre em composição musical pela UFRGS. Estudou guitarra com Carlos Pianta e Julio “Chumbinho” Herrlein. Produziu dois discos da cantora Gisele de Santi. Como guitarrista e violonista, tocou com artistas como Gisele de Santi, Ana Lonardi, Andreia Dias, Zelito Ramos, Arthur Nogueira e Dingo Bells. Em 2016 ganhou o Prêmio Açorianos de Música como melhor compositor erudito pelo disco “Eco em Horizonte”.

Bruno Coelho – Iniciou a vivência musical e estudos de técnicas e ritmos em geral aos 13 anos, tornando-se um musico profissional logo em seguida com 17 anos. Hoje com 13 anos de carreira, teve oportunidade de acompanhar, participar e gravar trabalhos de alguns dos grandes nomes da música, como: Solarise, Chimarruts, Andréa Cavalheiro e Luiz Marenco. Nos anos de 2011 e 2012 participou da banda base do Prêmio Açorianos de Música de Porto Alegre. Também participa de grandes festivais de música no estado do RS. Atualmente integra o grupo Instrumental Picumã e faz parte do trio e sexteto de Djâmen Farias.

Ivan Andrade – Bacharel em Violino pela e mestre em Etnomusicologia pela UFRGS. Investiga a prática indígena do canto de coplas no noroeste argentino, bem como a cultura musical Romani, em cujo âmbito idealizou o trio instrumental “Baxtale Romale”, de canções do Leste Europeu.

Gabriel Romano e Grupo
Facebook
Youtube
SoundCloud

Festival Pira Rural
Coletivo Clube Mundo

27 de janeiro de 2017

Informações importantes: ingressos, editais, inscrições, datas e afins!

Foto: Mai Te
Salve, salve, amiguinhos!!

Aproveitando essa sexta-feira de temperatura agradável, estamos passando pra divulgar algumas informações importantes para todos que desejam participar do Pira Rural 2017!

Leiam atentamente sobre ingressos, excursões, inscrições e tudo mais. As informações que faltam ainda - como horário de venda de ingressos, links para o Sympla, e outros mais - serão postadas nos próximos dias, para que ninguém fique por fora dos acontecimentos.

Editais e inscrições para trabalho voluntário

Iremos abrir inscrições para interessados em ministrar oficinas, apresentar intervenções artísticas, trabalhar como voluntário na cozinha/bares, e também em audiovisual. As datas de abertura para os interessados em cada um desses editais/inscrições segue o cronograma abaixo:
  • Edital para oficinas:de 01 a 15 de fevereiro.
  • Edital para intervenções artísticas: de 01 a 15 de fevereiro.
  • Inscrição para voluntários (cozinha/bar): de 10 a 25 de fevereiro.
  • Inscrição para voluntário audiovisual (foto ou vídeo): de 10 a 25 de fevereiro.
  • Lembrando que o edital de bandas está aberto até as 23h59m do dia 31 de janeiro, então se não te inscreveu ainda, acessa o menu "Editais".

Ingressos e excursões

Assim como tem acontecido nos últimos anos, a grande maioria dos ingressos (cerca de 75% a 80%) será comercializado atrelado às excursões, que devem estar previamente cadastradas e aprovadas pelo Festival.

Os demais serão comercializados de forma avulsa, através da plataforma Sympla, e alguns poucos serão vendidos aqui em nossa cidade diretamente em mãos.

Ou seja, o processo de venda de ingressos segue exatamente da mesma forma que ocorreu em 2016.

Valor do ingresso
  • R$ 110,00 reais, preço único;
  • Para compras on-line através do Sympla, há taxa de 10% cobrado pela plataforma;

Data de cadastro de excursões
  • Apenas dia 14 de fevereiro, abrindo meio dia em ponto;
  • As excursões serão selecionadas, na ordem de inscrição, até ser atingido o limite de ingressos disponíveis para as mesmas, como temos feito nos últimos dois anos;

Data de divulgação das excursões habilitadas
  • Dia 15 de fevereiro;

Data de venda de ingressos
  • Dia 16 de fevereiro;
  • Todos os ingressos, avulsos ou juntamente com as excursões, estarão disponíveis para venda a partir dessa data;

Horário de venda de ingressos
  • Horário será definido ainda e divulgado nos próximos dias aqui no site e na nossa página no facebook;

Para ser considerada excursão
  • Mínimo 10 pessoas em um único veículo;

Então na ordem dos acontecimentos:

Primeiro
  • Dia 14/02 ao meio dia em ponto: abertura do formulário de inscrição para as excursões no menu EXCURSÕES. As inscrições duram até às 23h59m do dia 14..
  • Os interessados em organizar excursões devem se cadastrar, indicando quantos ingressos desejam para suas excursões. 
  • As excursões serão selecionadas de acordo com a ordem de inscrição, sendo que iremos definir apenas quantos ingressos cada uma terá disponível. 
  • Ao atingir o percentual de ingressos (aproximadamente 80%), as demais excursões serão, infelizmente, descartadas. Tentaremos viabilizar o máximo de excursões possível, mas como já ocorreu anteriormente, é possível que algumas fiquem sem ingressos e não saiam.

Segundo 
  • Dia 15/02, serão divulgadas as excursões habilitadas para vir ao Festival, que consequentemente terão ingressos disponíveis para venda.
  • Serão postadas todas as informações de contato dessas excursões no menu EXCURSÕES.
  • Esses ingressos serão somente para venda casada com as excursões, e serão adquiridos diretamente com cada uma delas. Todas as excursões receberão aviso confirmando que está habilitada a ter ingressos ou não, e quantos tem disponíveis.
  • Quem está interessado em comprar esses ingressos, entra em contato e realiza o pagamento diretamente com o organizador de cada excursão.
  • O organizador de cada excursão é responsável por recolher o valor referente aos ingressos e repassar ao Festival, em data a ser combinada.

Terceiro
  • Dia 16/02, em horário a ser definido ainda, serão iniciadas as vendas dos ingressos, via excursão e avulsos.

Contamos com a colaboração de todos para que tudo de certo!.
Grande abraço a todos! :)
Festival Pira Rural
Coletivo Clube Mundo

25 de janeiro de 2017

Do coração do estado pra Cascatinha, primeira atração do Pira Rural 2017!!

Saaaalve, salve, amiguinhos!!!
E vem do coração do estado a primeira atração confirmada do Pira Rural 2017!!! E eles não vem sozinhos: Guantánamo Groove e Orquestra Itaimbé!!!

Foto: Rodrigo Ricordi/Montagem: Pira Rural.

A Guantánamo Groove é fruto da moderna mistura de vertentes, típica da segunda década dos anos 2000, e caminha de olhos e ouvidos atentos pelas ruas de Santa Maria - RS. Daquilo que vê e vivencia nelas, se alimenta para fazer o seu som: urbano, groovado, lírico, sempre discursivo, fazendo eco entre os prédios vistosos e terrenos baldios, comuns ao cenário urbano de qualquer lugar. Entre releituras e um repertório autoral coeso, cada música é uma declaração de postura, escorada na competência musical e artística que mantém o clima pegado. Mais que uma banda, a GG é um coletivo de ativistas em prol da diversidade artística, cuja bandeira e veículo é a música com personalidade.



Após o lançamento do EP Boca em 2014, na Concha Acústica de Santa Maria, a Guantánamo Groove concentrou uma relevante quantidade de admiradores, a partir da ocupação de diversos espaços públicos, bares e casas noturnas da região. Apoiados nisso, os guris da Guantánamo (Gustavo Garoto na guitarra, Yuri ML no baixo e Vagner Uberti na bateria) concretizaram o sonho de seu primeiro álbum. O trabalho, chamado “OCUPA”, começou com uma campanha de financiamento coletivo que superou todas as expectativas, alcançou 151% da meta inicial e mostrou até mesmo para a banda quanto carinho as pessoas nutrem pelo trabalho. Gravado no segundo semestre de 2015, Ocupa é recheado de instrumentos que se somam ao trio, e apresenta um repertório variado demais pra aceitar qualquer rótulo. O álbum teve seu lançamento oficial em Março de 2016 e aprofundou a relação da Guantánamo Groove com a sua base em Santa Maria e no interior do RS.


Carregando a bandeira da ocupação dos espaços urbanos com arte, OCUPA vai carregar pra mais longe as propostas sonoras, discursivas e estéticas que fizeram o sucesso inicial dos primeiros registros da Guantánamo Groove.

Guantánamo Groove
You Tube
BandCamp
SoundCloud
Facebook
Instagram
Twitter
Spotify

Bora amiguinhos, que agora só vai!! :)
Festival Pira Rural
Coletivo Clube Mundo

16 de janeiro de 2017

Edital de bandas Pira Rural 2017 está no ar!!!

Foto: Maurício Oliveira

Salve, salve, amiguinhos!!

Nessa segunda-feira de chuva aqui pelas bandas do Festival, estamos passando pra avisar que está aberto o edital de bandas pro Pira Rural 2017!!

Acessa o link do edital logo abaixo, e depois cadastra tua banda! E não esquece de avisar os amiguinhos!!!

Prazo final para inscrição: 23h59m do dia 31 de janeiro de 2017.

Não vai perder!!
Boa sorte a todos!! :)

Festival Pira Rural

6 de janeiro de 2017

Data de abertura do edital para bandas!!

Salve saaaalve, amiguinhos!!!

2017 já começou, e com ele iniciamos oficialmente os trabalhos para mais uma edição do Pira Rural!! E pra aquecer as engrenagens e saciar as dúvidas de diversas pessoas que fazem contato conosco, estamos passando pra anunciar a data do nosso edital de bandas/artistas...

Então se liga aí, avisa aquelx amigx, primx ou vizinhx que tem banda ou faz um som sozinho mesmo:
Abertura do edital para bandas: dia 16 de janeiro, aqui no site!
Prazo final para inscrição: 23h59 do dia 31 de janeiro...

Então não da bobeira vivente... ;)

Aguardando o edital rolar!
Foto: Matheus Lamaison

Compartilha com os amigos e fica de olho no calendário...
That's all folks!! :)

Festival Pira Rural
Coletivo Clube Mundo